Arquivo da tag: cheganças

V Encontro de Cheganças da Bahia

Na programação, louvação ao padroeiro de Saubara, mesa redonda sobre o registro das Marujadas como Patrimônio Imaterial, exposição de fotos, desfile e apresentação dos cheganceiros locais e convidados de Andaraí, Cairu, Camaçari, Jacobina, Paratinga, Remanso, Taperoá e Lençóis.

A Associação Chegança dos Marujos Fragata Brasileira agita Saubara, pequena cidade do recôncavo baiano (110km de Salvador), com os preparativos para realizar a quinta edição do Encontro de Cheganças da Bahia que acontecerá nos dias 4 e 5 de agosto de 2017.

CLIQUE PARA VER CONVITE

A Chegança ou Marujada é considerada uma “dança dramática”. Essa expressão foi popularizada por Mário de Andrade e é o nome genérico com que os folcloristas brasileiros designam os grandes bailados populares que se baseiam num assunto determinado e têm, na sua maioria, partes faladas e representadas, como é o caso das Cheganças e Marujadas.

Os grupos em suas apresentações, retratam fatos históricos de forma lúdica e transmitem para o observador a sensação de estar presenciando marujos dentro de uma embarcação em alto mar. “São mais de duas dezenas de grupos espalhados em todo Estado. Com esse movimento, busca-se incentivar a permanência da tradição das Cheganças na Bahia”, diz Rosildo Rosário, coordenador geral do evento.

O V Encontro de Cheganças da Bahia é realizado com o apoio financeiro do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI)/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia/Governo do Estado da Bahia, apoio do IPAC, SUDECULT, SUPROCULT e apoio cultural das prefeituras de Saubara, Andaraí, Camaçari, Taperoá, Cairú, Paratinga e Lençóis.

Patrimônio Cultural

O I Encontro de Chegança da Bahia, realizado em 2013, em Saubara, reuniu oito cheganças de quatro municípios. Foi um passo importante para dar visibilidade aos grupos organizados no estado.

Além de promover o encontro dos cheganceiros em busca de reconhecer semelhanças e diferenças na forma como realizam sua performance, esse evento, criou um espaço de conversa sobre a Marujada. Na ocasião, foi encaminhado o pedido de registro dessa manifestação popular tradicional como Patrimônio Cultural da Bahia.

Desde então, o Encontro é realizado anualmente e o processo está na fila do IPAC, aguardando o próximo passo para a produção do Dossiê das Cheganças e registro definitivo, efetivado pela inscrição das Cheganças no Livro de Registro Especial das Expressões Lúdicas e Artísticas.

PROGRAMAÇÃO

DIA HORA ATIVIDADE LOCAL
4/8 8h Recepção de lideranças dos grupos visitantes Sede da Chegança Fragata Brasileira. Rua Boca da Mata, s/n. Saubara-Ba
11h Apresentação do Grupo Chegança Fragata Brasileira na Missa de São Domingos de Gusmão Igreja de São Domingos de Gusmão. Saubara-Ba
19h Reunião aberta à comunidade em geral e representantes dos grupos de Cheganças da Bahia Sede da Sede da Chegança Fragata Brasileira. Rua Boca da Mata, s/n. Saubara-Ba
5/8 9h Reunião entre as lideranças das Cheganças e representantes do Estado > Mesa: Caminhos já percorridos para o Registro e o que falta para completar a caminhada Sede da Sede da Chegança Fragata Brasileira. Rua Boca da Mata, s/n. Saubara-Ba
15h Desfile dos grupos:
Chegança dos Marujos Fragata Brasileira, Chegança Feminina Barca Nova, Chegança de Mouros Barca Nova Feminina (Saubara), Chegança dos Mouros de Arembepe, Chegança Feminina de Arembepe (Camaçari), Marujada de Paratinga, Marujada de Cairú, Chegança de Taperoá, Marujada do Divino Espírito Santo de Andaraí, Marujada de Remanso, Chegança de Lençóis, Marujada de Jacobina
Saída da Rua do Lavador
17 às 19h Apresentação Rua da Amendoeira
9h às 20h Exposição de fotos: Thales Antonio e o fuzuê da Fragata Brasileira Praça 13 de junho

 

Contatos: chefrabra@gmail.com

 

JUNHO no Espaço Cultural da Marujada

A Chegança dos Marujos Fragata Brasileira tem a honra de apresentar o projeto “Espaço Cultural da Marujada”. O Projeto, que terá duração de 6 meses (junho a novembro/2017), pretende realizar ações de mobilização cultural e artística na sede da Chegança dos Marujos em Saubara/Ba. O foco principal é a transmissão do saber, por meio da música, da dança, da cultura popular, do patrimônio imaterial de matriz africana e das festas tradicionais.

Acontecerão diversas atividades como:
Visitas Guiadas | Oficina de Chegança | Oficinas de Samba de Roda | Aula de violão | Oficina de toque de atabaque | Oficina de construção e toque de berimbau | Oficinas de Máscaras de papelão | Oficina de criação de peças de divulgação | Oficina de Jongo | Rodas de Conversas | Mostras de vídeos | Reza de Santo Antonio | Caruru de Cosme e Damião | Encontro de Cheganças | Encontro dos Patrimônios Imateriais da Bahia | Shows

As Inscrições estarão abertas na Sede da Chegança a partir do dia 24 de maio
Horário: das 9h às 11h30 e 14h30 às 16h
Aberto a todos os interessados
Ações Gratuitas!!!

Contatos para entrevistas e mais informações:
Rosildo do Rosário (Coordenador do Projeto – (71) 9 8254-8856 / 75 9 9119-5426
Eliege Santiago (Assistente de Coordenação) (71) 9 8253-2579

banner post dinamização 2

III Encontro de Cheganças da Bahia

Vamos companheiros! Vamos lá chegar!!

A Associação Chegança dos Marujos Fragata Brasileira agita Saubara, pequena cidade do recôncavo baiano, com os preparativos para realizar a terceira edição do Encontro de Cheganças da Bahia que acontecerá nos dias 7 e 8 de agosto de 2015. Na programação, debates, desfile de dez grupos entre locais e convidados (Saubara, Jacobina, Cairu, Camaçari, Taperoá, Remanso) pelas ruas da cidade, apresentação palco principal. [MAIS DETALHES ABAIXO]

O Encontro de Cheganças da Bahia, em sua terceira edição, é um dos mais importantes espaços para o fortalecimento da cultura popular na Bahia. Todos que participam diretamente reconhecem a magnitude que esta manifestação para a Cultura Nacional.

“São mais de duas dezenas de grupos espalhados em todo Estado. Com esse movimento, busca-se incentivar a permanência da tradição das Cheganças na Bahia”, diz Rosildo Rosário, coordenador geral do evento. Os grupos em suas apresentações, retratam fatos históricos de forma lúdica que transmite para o observador a sensação de estar no mar. Nesse dia Saubara se “enche de canto como se fosse as ondas desse mar imaginário”.

A Iniciativa foi premiada no Edital de Concurso Publico nº 01/2014 – PRÊMIO DE CULTURAS AFRO-BRASILEIRAS”, realizado pela Fundação Cultural Palmares e Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural/MinC”e conta também com o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia e do Centro de Culturas Populares e Identitárias- CCPI, através do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia por meio do Edital nº 11/2013 – Culturas Populares.

Patrimônio Cultural – Em 2013 foi feito pela Associação Chegança dos Marujos Fragata Brasileira o pedido de Registro dos grupos como Patrimônio Cultural da Bahia. O processo foi aberto e está em andamento. Encontra-se em fase de estudo e elaboração do dossiê para inscrição no Livro de Registro Especial das Expressões Lúdicas e Artistícas.

A Chegança ou Marujada é considerada uma “dança dramática”. Essa expressão foi popularizada por Mário de Andrade e é o nome genérico com que os folcloristas brasileiros designam os grandes bailados populares que se baseiam num assunto e tem na sua maioria, partes faladas e representadas, como é o caso das Cheganças e Marujadas.

Grande número das nossas danças-dramáticas dividem-se estruturalmente em duas partes bem definidas: um cortejo coreográfico, com que o grupo representador se locomove pelas ruas, ao som de cantos vários habitualmente chamados de cantigas e uma parte dramática, entremeando elementos falados, danças e cantos, geralmente chamada de embaixadas. Entre as peças do cortejo, ou não-dramáticas, figuram tradicionalmente louvações, despedidas e cantos de marcha. Os bailarinos-atores são dirigidos por um chefe, quase sempre denominado Mestre que além de orientar o conjunto, representa, na maioria dos casos, um dos principais papéis. (Alvarenga 1955 p9).

Veja os melhores momentos:

I Encontro de Cheganças – Saubara, 2013

II Encontro de Cheganças, Saubara, 2014

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

DIA HORA ATIVIDADE LOCAL
07/8 19h Roda de Conversa Os mestres Cheganceiros da Bahia. Exibição documentário Cheganças de Mouros, Bahia singular e Plural. Sede da Chegança. Rua Boca da Mata, s/n. Saubara-Ba
08/8 9h Roda de Conversa: os mestres das Cheganças e o Estado “Cheganças/ Marujadas Patrimônio Cultural da Bahia Sede da Chegança. Rua Boca da Mata, s/n. Saubara-Ba
08/8 15h Desfile dos Grupos pelas ruas da cidade Ruas da cidade até o Largo da Amendoeira
08/8 16h Apresentação palco principal Rua da Amendoeira, Ponto de embarque

Saiba mais:

I Encontro –

II Encontro –

Marujadas – Bahia Singular e Plural https://www.youtube.com/watch?v=HSmUy72ezWQ

SERVIÇO:

O quê: III Encontro de Chegança da Bahia
Quando: 7/8 (19h) e 8/8 de 2015 (9h às 21h)
Onde: Saubara- Bahia
Custo: Gratuito
Mais informações: www.marujadadesaubara.org.br
Contatos: chefrabra@gmail.com
Coordenação: Rosildo Rosário 75 81620604/91195426
Produção: Luciana Barreto 75 91478507
Produção executiva: Eliege Santiago 71 82795325

Papo de Mestre, e de Mestra

Nada mais justo do que uma roda de conversa entre mestres e mestras para abrir a programação do I Encontro de Cheganças da Bahia, no dia dia 02 de agosto de 2013, às 14h, na sede da Chegança Fragata Brasileira.

“Promover essa conversa é criar uma oportunidade para que os mestres e mestras se conheçam e possam trocar experiências e saberes”, diz Rosildo Rosário, organizador do Encontro. Na oportunidade, também será discutida a possibilidade de encaminhar, coletivamente o pedido para o reconhecimento das Cheganças como Patrimônio Cultural da Bahia e do Brasil.

Para celebrar, a programação prevê um belíssimo espetáculo pelas ruas da cidade. Uma mostra do porque essa expressão é uma importante marca da história e identidade das comunidades em que há grupos organizados.

Acompanhe a programação >